Organizar as Finanças da Empresa – Por Onde eu Começo?

A Caderneta da Vovó

Olá pessoal, tudo bem por aí?

Hoje falaremos sobre competência, mas não da capacidade que cada um tem de fazer um trabalho bem feito e sim da competência aplicada à gestão financeira.

Para tanto vamos voltar no tempo e lembrar da caderneta da vovó. Sim a vovó sabia tudo de competência e ela aprendeu isso de um jeito simples, logo depois de ter inventado o crédito.

Ahhhh!!! Você acha que o inventor do crédito foi a Dinners Club? Pois é, não foi. O crédito já existia há um tempão. Vou deixar um link que conta um pouco dessa história para vocês. (https://www.youtube.com/watch?v=T61oEy8UgME) é uma aulinha do Ray Dálio sobre crédito, mas isso é outro caso.

Voltando à nossa historinha…. Para resolver uma questão financeira, muito comum na época, a vovó combinou com o seu Zé da mercearia que pegaria os produtos e, posteriormente, quando o vovô recebesse o salário ela pagaria (a famoso fiado), assim nasceu o crédito, pelo menos para a vovó.

Só que cada mês era uma surpresa, ela simplesmente pegava o salário do vovô e ia na mercearia pagar o fiado e nunca sabia exatamente qual era o saldo à pagar. Tinha meses que o salário do vovô nem dava para pagar a conta.

A solução que ela encontrou para resolver o problema foi o uso de uma caderneta de anotações. A vovó sempre levava a caderneta quando ia à mercearia do seu Zé, anotava tudo que comprava, com seus respectivos valores, e assim passou a ter um controle sobre seus gastos. Desse modo ela sabia exatamente o valor de todos os seus gastos para evitar que ultrapassassem o valor disponível do salário do vovô, mesmo porque haviam outras contas para pagar e tinha que sobrar algumas coisas para os netinhos (eu rsrsrsrsr).

E aí você me pergunta: “O que isso tem a ver com gestão financeira?”

Não, você não me perguntou isso. Você já entendeu. A questão é a seguinte: Hoje é possível ver muita gente se surpreendendo com a fatura do cartão de crédito (a versão moderna da caderneta da vovó), por um motivo muito simples… é difícil cumprir todas as tarefas do dia-a-dia e ainda anotar todas as despesas. Você recebe a fatura do cartão e confere se dá pra pagar ou não e, independentemente da situação, não pode fazer nada a respeito e é aí que entra o controle pela competência.

Você então cria uma planilha e insere todas as despesas que realiza (lembra da caderneta da vovó? Então…), e isso te dá um maior controle porque você já sabe quanto gasta e assim começa a comparar com suas receitas (salários, vendas e etc.)

Muito simples né, mas acredite, a maioria das empresas pequenas ou iniciantes não fazem isso e este é de longe o primeiro passo de qualquer organização. Podemos dizer que sem isso nenhuma empresa consegue ter saúde financeira.

Aí você diz: Ahhhhh, mas eu já vi muita gente bem sucedida que não sabe nem fazer conta. Isso é verdade, porém, e eu também já vi muita gente quebrar e só descobrir quando o banco bate à porta pra levar o carro ou outro bem empresarial embora. E no meio destes dois extremos está a maioria que nem fica rico e nem quebra, mas tem descontrole, ansiedade, não consegue crescer, escolhendo qual dívida pagar primeiro, enfim é o pelotão de meio da maratona “SEMPRE CORRENDO ATRÁS”

Antecipar-se aos movimentos do mercado é uma necessidade básica de qualquer empresa e gerir suas finanças de maneira adequada é uma obrigação. Assim, conforme a movimentação financeira aumenta, as decisões precisam estar fortemente embasadas no momento em que são tomadas. Alguns exemplos dessas decisões:

  • A luz está acessa? É importante apaga-la quando sair de casa!
  • Vamos contratar um novo funcionário hoje que a gente tem dinheiro pra pagar o salário dele! Mas mês que vêm você terá esse dinheiro?
  • “Aeeeee entrou dinheiro, vamos renovar a frota”, mas o dinheiro só dá pra pagar uma parcela do financiamento? “Não tem problema mês que vem a gente trabalha e entra mais”.

Se você não investe no seu negócio porque não sabe se o dinheiro que entrou vai sobrar ou se já está comprometido com as despesas, sua empresa fica estagnada. Sobra dinheiro sem crescimento e realização de sonhos.

Por não saber a situação positiva que se encontra muitas decisões deixam de ser tomadas e oportunidades não são aproveitadas também. Situações como aumentar seu estoque ou investir em melhorias de desempenho ficam encalhadas simplesmente porque não é possível saber, com exatidão, se a receita é realmente maior que os gastos que a empresa terá que cumprir.

Bom, então mãos à obra… Eu quero convidar você a começar. É simples, fácil e prático. Para isso, abra uma planilha e comece a anotar suas despesas e receitas conforme elas forem acontecendo. Depois inscreva-se em nosso canal, https://www.youtube.com/channel/UCJu9lj-ugCA-xgd4HqW6OwA, acompanhe os nossos vídeos sobre gestão financeira, compartilhe e deixa seu um like para que possamos continuar com as publicações.

Você também pode baixar uma planilha modelo no link: https://www.sysam.com.br/fluxocaixa.xls ou até mesmo ir além do básico. É só acessar gratuitamente nosso sistema e testar o módulo financeiro que lhe ajudará muito com todas as coisas que falamos hoje.

Aproveite também nossa oferta promocional com a implantação gratuita do sistema em sua empresa. Mas só vale para os inscritos no canal.

2 comentários em “Organizar as Finanças da Empresa – Por Onde eu Começo?”

    1. Olá! Ficamos muito felizes por sua consideração!

      Em breve publicaremos mais assuntos interessantes para manter você por dento de novidades, notícias e muito mais!!!

      Ahhh!!! Não esqueça de curtir nossa página do Instagram, Facebook e se inscrever em Nosso Canal do Youtube.

      https://www.instagram.com/sysamsolucoesintegradas/
      https://www.facebook.com/sysamsolucoesintegradas
      https://www.youtube.com/channel/UCJu9lj-ugCA-xgd4HqW6OwA

      Abraços da equipe

      Sysam Soluções Integradas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça um teste gratuito do sistema Operador Web!

X
× Podemos lhe ajudar?